Fashion

Quero ser Modelo


Infelizmente a decisão de ser modelo não depende apenas da vontade ou da afirmação: “Eu quero ser modelo“. Embora já seja um passo, existem centenas de outros fatores que devem ser levados em conta.
O moda em fotos preparou esse pequeno “guia” para ajudar as pessoas interessadas na profissão. Acompanhe…

Não se iluda com promessas
Muitos “olheiros” de agências de modelos já te pararam na rua dizendo que você tem muito potencial? Pois bem, não acredite em tudo! Muitas agências mal intencionadas saem pelas ruas, (shopping centers, porta de escola, e muitos outros locais… até dentro do metrô!) em uma caça em busca de “vítimas da auto-estima” oferecendo milhares de elogios e promessas na carreira de modelo (as famosas fábricas de books). Calma lá! A decisão não é tão simples assim.
Se você é parada frequentemente por “olheiros” isso PODE (entenda bem: PODE!) ser um sinal de que há alguma chance.

Os tipos de modelos
Basicamente existem dois tipos de modelos: modelo de passarela e modelo fotográfico. Ocasionalmente, uma modelo pode transitar entre os dois tipo.
Modelo Fotografico (ou comercial): Não há padrões para essa categoria. A princípio, qualquer pessoa pode ser modelo fotografico. Os trabalhos dessa categoria são os mais variados possíveis. Desde publicidades rotineiras até grandes campanhas. Baixinha, gordinha, alta, magra, feia, bonita, jovem, velha, enfim – os mais variados tipos. Basta ver as publicidades das revistas, comerciais de tv.
Modelo de Passarela (ou fashion) : Nessa categoria a seleção (séria!) é extremamente criteriosa. Basicamente: Alta e Magra. Os padrões podem variar de agência para agência e do gosto do estilista. Um bom indicativo é o padrão internacional que hoje exige altura a partir de 1,70m, 58cm e quadril que não ultrapasse os 87cm! Para poucas não é?
Com relação ao padrão masculino, ainda existem algumas controvérsias. Internacionalmente, o padrão “sarado” (de poucos anos atrás) está completamente fora de moda nas passarelas. O que se vê nas passarelas internacionais é o magro, ou melhor: extremamente magro!
Em entrevista ao The New York Times, George Brown, booker da Red Model Management diz que o padrão masculino da sua agência beira os 1,84m com 70kg ! Bye Bye fortões!
No Brasil isso já tem sido uma constante nas passarelas, mas algumas agências (poucas!) ainda buscam o perfil sarado. Nós aqui do estúdio aconselhamos: “Malhado? tente a carreira de modelo comercial, pois no padrão “fashion” você estará fora!” ou faça como muitas agências estão aconselhando: “Encolham!”
Ainda na categoria modelos de passarela, ou modelos fashion. As propostas de trabalho não se limitam aos desfiles. Os editoriais de moda são também muito disputados.

Independentemente da categoria que você se enquadra, ainda há muitas outras coisas. A principal delas e tão falada no meio é a “atitude” mas afinal de contas? O que é atitude de modelo?

Atitude de Modelo
Se você não consegue entender esse atributo, tão comentado no meio, só existem duas explicações: Ou você não tem ou você não é do ramo!
Atitude é o “algo mais” da modelo. É a sua expressão, a sua encenação, é a sua forma de se expressar e posar. É o conhecimento do próprio corpo e das formas que ele pode assumir. É o sentimento, é o envolvimento com a profissão e com o trabalho em questão. (Ufaa!) Parece simples, mas exige disciplina e dedicação da modelo.
A atitude é um atributo nato em alguns e passível de aprendizado em outros! Basta se dedicar, treinar, estudar. “Tá… mas como?”
Observando atentamente os editoriais de moda, as revistas, as publicidades. Ver como as “top-models” se comportam nas imagens (não se trata de ‘cópia’ e sim de entendimento e inspiração). Treinar na frente do espelho. Posar, posar e posar!

Seja lá qual for o seu perfil, fashion ou comercial o importante é levar a profissão a sério e não como um passatempo onde muitos ostentam o “sou modelo” como um título ou uma forma de ganhar um “troco”. Ser modelo não é título e sim sinônimo de trabalho duro (e bota duro nisso!) É importante também evoluir SEMPRE. NUNCA se achar superior ou melhor do que ninguém (isso é facilmente desmistificado em um backstage de desfile onde muitas vezes as modelos são literalmente “pisadas” pelos produtores! OSSOS DO OFÍCIO!!!)

Seja Polivalente
Procure cursos! Invista na carreira. Aprenda a interpretar. Faça aulas de expressão corporal, de dança. Diversifique-se! Dedicação e polivalência são as chaves para o sucesso em qualquer profissão: Pense nisso e aí sim diga em voz alta: Quero (e vou) ser modelo!

Anúncios

Deixe seu Comentário aqui abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s